Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEIADESFEITA

Este é um espaço de temática aberta, conforme a inspiração do dia (Todos os direitos dos poemas são reservados por direitos de autor)

Este é um espaço de temática aberta, conforme a inspiração do dia (Todos os direitos dos poemas são reservados por direitos de autor)

Ai Jesus

Do oriente para ocidente
Veio a palavra, a  luz


De ocidente para oriente
encontraste-me,em teu olhar
aligeiraste minha cruz

 

Admiro essa serenidade
Esse criticar silencioso

A oriental sabedoria


Sinto muita curiosidade
Sentir teu olhar, ditoso
Admirar tua filosofia

 

Ai Jesus

Ajuda-me a serenar

Minhas piadas calar

Isto está de "truz"

imperat malizia

O dever sem horizonte ver, pesa

O devir com sombras negras, pisa

in Laurentianum.de

Olhar de bufo

                             in soylent.de

Hic et hoc, lusitanis dubio

De profundis, flama justiciae

 

DREN Cesarina

Dignitas imperat malizia?

Fiat lux!

Maddie...Ecos de nada

Reviver  em intranquilidade

 

ou com dose de angústia

 

notícias, ecos de nulidade

 

mas  cheios de astúcia

 

New poster of MadeleineSky News

 

Media, Feira de vaidade

 

Ecos do nada, com minúcia

 

Oh inocência, que fatalidade

 

Todos mostram sua argúcia

 

O nada vence, sem dignidade

 

Apetece adormecer, não ver

 

Horror! ..Nem quero crer!...New poster of Madeleine

  Sky News

 

 

 

 

Animalidade e consciência

No all garve dos ingleses, uma trapalhada

o rapto estranho de uma menina inocente

Aqueles olhos ternos, em rosto inteligente

Enerva,indigna, antever a criança magoada

 

O desrespeito pela inocência, brutal acção

Incomoda e perturba a consciência moral

Mexe em meus valores, arrepia o coração

Começo a duvidar, a querer castigo capital

 

Deus me perdoe, mas não consigo olvidar

este aviltamento da mais sagrada benção

Uma vida em  projecto, um bem a acarinhar

 

 

A animalidade  medonha, sem compaixão

Merecerá castigo fero,  não se pode  perdoar

Valores sagrados  fervilham em oposiçao 

 

 

 

Borboleta verde

Ser refinado,

finamente esculpido
Sensivel e imaculado,

de graça ungido


Formosa, transparente,

 perfeito cristal
Tâo bela, tão pura...

pintura genial?


Esplendorosa e delgada,

a pintei, agradecido
Tão bela criatura, delicada,

me sinto comovido...

 

Poisa  em minha mão,

confiante e graciosa
Abala, cheia de mansidão

de vaso não é rosa


cristal esvoaçando,

ser de esplendor
calma, se evaporando

Viva o criador


 Momento tão simples, tão belo
Um paraíso em minha mão,

bem sensivel
um ser imaculado,

 aprazível.

Metódica insatisfação

Vazio

             Frio

 

Espirito confuso

                               Vida em parafuso

 

Coração que sente

                                    que se sente ausente

 

                                                                                                       Dúvida desmotivante

 

                                                                                                       Sensação frustante

 

somostodosum.ig.com.br

 

 

                     Dúvida na ilusão...metódica insatisfação

 

 

 

Onde pára o amparo, para este mundo avaro...

                                                                                                 MUNDO CÃO

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

vou lendo

  • portugal profundo
  • sorumbático

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D