Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MEIADESFEITA

Este é um espaço de temática aberta, conforme a inspiração do dia (Todos os direitos dos poemas são reservados por direitos de autor)

Este é um espaço de temática aberta, conforme a inspiração do dia (Todos os direitos dos poemas são reservados por direitos de autor)

Oh Valentim , valentim

Lua em Leão - Dia dos Namorados.png

Ah Valentim, Valentim, tão arredio tão longe de mim Sê mais valentão e oferta-me algo Algo tangível, que eu possa tocar com a mão Algo tangível, mimoso e mágico Que me ponha a sonhar com a lua E tu sabes de quem eu gosto, oh se sabes! Aqueles olhos lindos, lindos de cristal Refletem luz e alma, Belos e mágicoso como o arco-íris Como queres que tenha calma? Anda fugida de mim Deixou-me só, neste deserto lunar Essa coisa que me dás,oh valentim, não é lua Sem fases ou luar Oh valentim, qual é a tua? Como eu gostava de nela alunar

lua rose.jpg

A musa de mármore

 

A alma se sente ausente


como que anestesiada,

 

atordoada
camila.jpg

Ausência de sentir


ou sentir o nada


como um perpétuo vazio

 

Onde estás, sopro da vida?

 

Viver em coma, fora de cama


pedra grotesca


numa fogueira sem chama

 

Em meu caminho, incongruente


cresce o musgo, da monocromia


A vida está ausente

 

Onde estás, sonho de outrora?

 

Pobre beija-flor, de vã inspiração


O que era, afinal não era


A musa ficou ébria de outra ilusão

 

Lição dos simples

 

 

Este mendigo,

é Cristo deitado,

exaurido,

pelos males do mundo sofrido,

na companhia de um simples,

um simples ser,

que em tal companhia se veio acolher.

E a perfeição está nos simples...

desgraçados na aparência,

mas fortes no querer

e na crítica à opulência.

 

Ai solidao

 

 

Ai solidão, solidão

 

Minha eterna companheira

Te detesto

Te atraiçoo

Não me largas,

por mais que eu queira

 

Odeio-te sobremaneira,

minha parceira de má sorte

 

Rio-me de ti, asneira

És-me fiel até à morte

 

 

 

 

Senti um bater de asa

 

Senti um bater de asa, na vidraça

E que graça!

Uma ave airosa, chegou fria

E carente

Dei-lhe abrigo, em meu coração.

E como pulsa meu querer,

De contente,

Imagino-te vistosa

De olhos verdes, atrevidos

Os seios recolhidos,

Ansiando pelo verbo acontecer

E a chuva bate loucamente.

O vento rodopia,

Uiva e pede atenção.

São fortes esses gemidos

De ais ou gritos de alguém,

A quem custa a contenção

Longe, longe

o amor anda em vaivém.

Sozinho, em afagos contigo,

Qual beija-flor, alinhavo versos,

De puro entretém.

Nesta tarde fria,

De vento e chuva que rodopia

Se enternece meu ser,

Ávido de mimos,

A necessitar de se aquecer.

É a saudade,

A recordar-te, com emoção

Algo bate na vidraça,

E que graça,

O vento não traz maldade

Apenas despertou com vivacidade

Uma grata e terna recordação


 

 

Pinga a chuva, em tua vidraça

Pinga a chuva em tua vidraça

 

e que graça...

 

Chove aqui, chove ali


Escorre água pelo telhado


nublado


Pinga em minha vidraça


E por tua graça,


teus olhos, de verde mareado

 

lindos, confiantes


aproximam


nossos olhares, distantes ...

 


Chove aqui, chove ali


Pinga em nossa vidraça


E que graça,


encontro em tua impaciência

 


Chuva é vida,


em teu olhar,


Vou espiar-te devagar,


um regalo morninho


pinga, pinga a cantar


chove de mansinho

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

vou lendo

  • portugal profundo
  • sorumbático

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D